Indicadores para Diagnóstico e Acompanhamento do SUAS

Para que o Sistema Único de Assistência Social seja fortalecido, é preciso conhecer bem os indicadores para diagnóstico e acompanhamento.

Dessa forma, será possível conhecer as vulnerabilidades para que ações sejam feitas para que os problemas sejam minimizados.

E é sobre isso o artigo de hoje. Vamos abordar a importância dos indicadores para diagnóstico e acompanhamento do SUAS.

Não deixe de conferir e boa leitura!

O que são os Indicadores?

A utilização de indicadores sociais torna-se imprescindível, uma vez que se configura em um instrumento operacional para monitoramento da realidade social para fins de formulação e reformulação de políticas públicas, que auxilia no trabalho de planejamento, implementação, execução, avaliação dos programas e projetos sociais.

Basicamente, os indicadores têm como objetivo verificar quais os principais problemas que precisam ser resolvidos.

Além disso, é através deles que será possível perceber se as ações que estão sendo feitas, estão dando resultados.

Fora isso, os indicadores servem para mostrar a realidade das situações sociais e o que o governo tem feito para minimizar os problemas dessa realidade.

Em resumo, os indicadores irão mostrar o que precisa ser mudado e se as ações desenvolvidas estão surtindo efeito.

Dessa forma, os indicadores contribuem para que sejam planejadas possíveis melhorias para garantir um maior bem-estar para a população.

Para que servem os Indicadores Sociais?

Como expliquei, os indicadores sociais servem para mostrar situações ou problemas relacionados com a sociedade.

Por meio deles, é possível que seja as ações sejam repensadas para que os problemas sejam solucionados.

Para que isso seja feito, é necessário traçar objetivos gerais e objetivos específicos que deverão ser desenvolvidos.

Feito isso, é importante escolher quais os indicadores que serão observados e avaliados para monitorar as ações.

Os indicadores sociais também podem serem usados para contribuir com o diagnóstico social. Dessa forma, poderá ser feito intervenções no SUAS.

É por meio dessas intervenções que a realidade de cada município poderá ser mudada e, assim, melhorada.

Conhecendo algumas das fontes usadas para coleta de dados e de indicadores do SUAS

  1. Dados e Indicadores Sociais e de Programas do MDS

Por meio desses dados será possível que você conheça melhor os moradores de determinados municípios.

Assim, você saberá:

  • Qual a classe social dos moradores do município
  • Qual o padrão de vida dos moradores do município
  • Quantas pessoas moram no município

Com essas informações você poderá traçar ações de desenvolvimento, com foco no seu público.

  • Matriz de Informação Social do Sistema de Monitoramento Gerencial dos serviços e ações conduzidos pelo MDS

Por meio dessa matriz será possível visualizar informações de forma que seja possível organizar o cronograma dos projetos.

As informações são físico-financeiras e são conseguidas por meio de gráficos, tabelas e mapas.

  • Mapa de Oportunidades e Serviços Públicos (MOPS)

Esse indicador irá reunir diferentes informações com o intuito de identificar quais são as áreas que mais precisam de intervenção social.

Além disso, o MOPS serve para ajudar a população de baixa renda a entender quais são os atendimentos que são necessários para eles.

  • Pesquisas e Estudo de Avaliação

Esse indicador possibilita que fichas técnicas e micro dados da Secretaria de Avaliação e Gestão da Informação do MDS sejam consultados ou recuperados.

Quais os indicadores que definem o risco e a vulnerabilidade social?

  • Famílias com serviços de infraestrutura impróprios

Nesse caso entram famílias que:

– Tenham o seu abastecimento de água por meio de cacimbas, poços ou outras formas

– Que não possuam na residência banheiro ou vaso sanitário

– Que mais de duas pessoas durmam em um único cômodo

  • Famílias que possuam renda familiar per capita menores que ½ ou ¼ do salário mínimo
  • Famílias que o chefe da casa é uma mulher sem escolaridade, sem que possua um cônjuge e com filhos menores de 15 anos
  • Famílias que crianças ou adolescentes até 15 anos trabalhem
  • Famílias que haja crianças com idade entre 4 e 14 anos que não estejam estudando
  • Famílias que possuem renda familiar per capita menores que ½ salário mínimo que tenham pessoas com deficiência ou idosas, acima dos 60 anos

Como podemos perceber, os Indicadores para Diagnóstico e Acompanhamento do SUAS servem para que estratégias sejam realizadas para combater a pobreza.

Em resumo, são indicadores quantitativos e qualitativos com o intuito de melhorar a realidade do município.

Compartilhe o post!

Share on Facebook
Share on Twitter
Share on Linkdin
Share on Pinterest

Deixe um comentário