Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para pessoas idosas

São atividades que contribuam no processo de envelhecimento saudável, no desenvolvimento da autonomia e de sociabilidades, no fortalecimento dos vínculos familiares e do convívio comunitário e na prevenção de situações de risco social. A intervenção social deve estar pautada nas características, interesses e demandas dessa faixa etária e considerar que a vivência em grupo, as experimentações artísticas, culturais, esportivas e de lazer e a valorização das experiências vividas constituem formas privilegiadas de expressão, interação e proteção social. Devem incluir vivências que valorizam suas experiências e que estimulem e potencializem a condição de escolher e decidir.

Possui caráter preventivo, pautado na defesa dos direitos e desenvolvimento das capacidades e potencialidades de cada indivíduo, prevenindo situações de vulnerabilidade social.

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para pessoas idosas tem como objetivo garantir o engajamento dessas pessoas na sociedade.

A ideia é valorizar o idoso, proporcionando para ele um maior bem-estar, por meio de atividades diárias.

E é sobre isso o artigo de hoje. Vamos explicar como as atividades do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para pessoas idosas são feitas.

Além disso, vamos mostrar de que forma elas contribuem para um envelhecimento saudável. Confira!

Entenda o que é o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para pessoas idosas

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para pessoas idosas consiste em desenvolver atividades para esse tipo de público.

As atividades podem ocorrer em dias úteis, feriados ou fins de semana, a depender da demanda de cada município.

Os grupos de Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para pessoas idosas geralmente ocorrem com até 30 participantes.

As atividades são realizadas no CRAS, ou seja, Centro de Referência de Assistência Social. Porém, também podem ocorrer em Centros de Convivência.

A ideia é garantir bem-estar para os idosos, fazendo com que eles sejam estimulados e consigam ter uma velhice saudável.

Para isso, é necessário conhecer bem as características do grupo de idosos com o qual se vai trabalhar.

Além disso, é preciso organizar o tempo de execução das ações e criar meios de avaliar esse público.

Dessa forma, as atividades devem contribuir para um envelhecimento saudável, o fortalecimento do vínculo entre o idoso e a família e também com a comunidade.

Quais atividades são desenvolvidas?

Dentre as atividades que podem ser desenvolvidas para esse tipo de público, estão:

  • Oficinas de cidadania, para que o idoso conheça bem os seus direitos como cidadão
  • Oficinas de esporte e lazer, feitas através de atividades manuais, como bordado e pintura
  • Atividades físicas, como yoga, alongamento, hidroginástica e dança
  • Atividades culturais, como passeios e visitas a equipamentos cívicos
  • Dentre outros

Como deu para perceber, as atividades mexem tanto com a mente como com o corpo dos idosos, de forma positiva.

A ideia é que os encontros sejam agradáveis, fazendo com que os idosos não deixem de participar das atividades oferecidas.

Qual o perfil dos idosos atendidos pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

Os idosos atendidos são aqueles que possuem idade igual ou maior do que 60 anos e que se encontram em situação de vulnerabilidade social.

Porém, há destaque para os seguintes idosos:

  • Idosos favorecidos pelo Benefício de Prestação Continuada
  • Idosos de famílias favorecidas pelos Programas de Transferência de Renda
  • Idosos que não possuem a oportunidade de participar de atividades que melhorem o convívio familiar e comunitário

Conheça agora os objetivos das atividades em grupo do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos para pessoas idosas

  • Integrar o trabalho social com a família de forma a prevenir situações de risco social e a fortalecer o convívio entre eles
  • Impedir que os idosos se afastem do convívio social com a família e a comunidade
  • Permitir que os idosos tenham acesso a benefícios socioassistenciais
  • Permitir que os idosos tenham acesso a atividades relacionadas com a cultura, o lazer, o esporte, dentre outras
  • Dar a oportunidade que o idoso tenha acesso a informação sobre seus direitos e sua participação na sociedade
  • Permitir que o idoso participe de atividades que favoreçam a sua integração com a sociedade, trocando experiências e vivências
  • Permitir que os idosos tenham acesso a serviços relacionados com educação, saúde, lazer e cultura para que assim eles usufruam dos seus direitos

Compartilhe o post!

Share on Facebook
Share on Twitter
Share on Linkdin
Share on Pinterest

Deixe um comentário